top of page

Descubra como a tecnologia pode ajudar a evitar tragédias

As tecnologias, especialmente as tecnologias de comunicação e informação, são extremamente importantes para as ações humanitárias. Isso devido ao fato delas trazerem o afetado como principal agente de resposta a uma crise e fornecedor de dados para evitar crises ou que aconteçam novas através, por exemplo, de aplicativos ou, até mesmo, das mídias sociais.



O drone é mais uma dessas tecnologias que dão bastante suporte, pois ele consegue atingir áreas remotas e de difícil acesso. Esse tipo de dispositivo traz informações valiosíssimas que podem evitar crises e desastres naturais. Ele também pode, inclusive, fazer mapas otimizados evitando surtos epidemiológicos que podem resultar em pandemias, como a da Covid-19.


Outra tecnologia extremamente falada nos últimos tempos é o blockchain. Ele consegue fazer com que recursos financeiros cheguem de forma mais rápida e menos custosa. Ainda é capaz de acompanhar e rastrear a distribuição de mantimentos e alimentação, de forma transparente, com menos corrupção, evitando conflitos e guerras.


Um grande exemplo que demonstrou o potencial dessas tecnologias foi a realização das ações de resgate em desastres naturais, como após as fortes chuvas que atingiram Petrópolis (RJ), no início do ano. As equipes especializadas em resgate em desabamentos contaram com cães farejadores, drones, imagens via satélite, unidade rebocável de iluminação, refletores, headlamp (capacetes com iluminação) e lanternas comuns.



Imagens de satélite mostram antes (esq.) e depois (dir.) das chuvas e deslizamentos em Petrópolis (Imagem: MapBiomas com imagens Planet/SCCON)

Assim, quando a tecnologia é totalmente disruptiva, ela pode ser empregada em crises e cenários humanitários e universais.

 

A VV se uniu para ajudar os afetados pelas chuvas no Rio de Janeiro. Ajude também!




36 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page